Ele veio ao nosso encontro

December 14, 2015

 

 

Jesus veio ao nosso encontro e nos achou perdidos em nossos pecados. Éramos ovelhas perdidas em terrenos arenosos e pedregosos. Andávamos errantes, sem direção, movidos por desejos enganosos. Tínhamos a sensação de estarmos vivos, sentíamos o mundo à nossa volta, tínhamos olhos que viam, mãos que apalpavam, pés que andavam, ouvidos que ouviam, boca para nos comunicar. No entanto, quando o vimos ou melhor, quando o encontramos, descobrimos que estávamos mortos. Não havia vida, não havia beleza, não havia gosto nem cheiro, somente odor e engano. Os nossos sentidos são enganosos. Logo, o conhecimento pautado estritamente neles tende a ser considerado duvidoso, já dizia o filósofo Descartes. E, diante do exercício da razão, por mais apurado que se revele, se descobrirá a futilidade da vida, a pequenez humana. Na medida em que Ele falou conosco percebemos nitidamente que Nele havia algo inovador e de valor imensurável. 

 

Em João 8.32 está escrito:e conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará?. Desde sempre, o homem tem procurado afirmar a sua liberdade, mas esquece-se de um detalhe elementar: a liberdade que o homem procura está em Cristo. Em Gálatas 5.1a está escrito: ?Para a liberdade foi que Cristo nos libertou Assim podemos afirmar: quando Jesus veio ao nosso encontro, conquistamos liberdade, vida, beleza, nos encontramos. A nossa vida encontrou sentido, motivação, valor, grandeza, esperança. Nos deparamos com uma força que transpõe os limites da razão. As chuvas fortes, o transbordar dos rios, os ventos impetuosos não podem abalar a casa edificada sobre o firme fundamento  (Mt 7.24-27). Semelhantemente, é a vida edificada sobre Cristo. As lutas da vida, irão se mostrar gigantes, mas aquele que está alicerçado nos ensinamentos de Cristo terá a firmeza necessária para superar as adversidades e oscilações do tempo.


Deste modo, cabem a nós algumas ações:a) Gratidão a Deus por nos amar quando não o amávamos; b) Devoção estrita a Ele como reconhecimento de sua grandeza; c) Valorização da vida, agora vivendo-a dentro dos padrões de Deus;  d) Compaixão para com os perdidos, cansados fisicamente e espiritualmente. Ore ao Senhor: Deus eu te louvo pelo que é, pelo que fez e por tudo que ainda fará. Graças te dou pelo amor revelado a mim, em Cristo. Por ter me alcançado, por ter se importado com a minha vida. Me resta tão somente dar-te graças Senhor, graças Senhor, muitas graças. A minha vida eu te dou, meus talentos, habilidades, eu quero me consagrar mais a Ti, dai-me a força e capacidade necessária para tal. 

 


 

Please reload

Posts Recentes

November 6, 2016

Please reload

Arquivo
Please reload

Procurar por tags

© 2015 por IPVN Web Development

  • w-facebook
  • Twitter Clean
  • w-googleplus
  • w-youtube