Um corpo saudável cresce




Não são poucos os crentes que não querem, e tão pouco deseja estar e viver com e como igreja. Porém viver uma fé individual e isolada é uma contradição a fé cristã? Vejamos porquê? O apóstolo Paulo falando aos colossenses disse: “... fostes chamados em um só corpo... ”(Cl.3:15). Deus através do profeta Isaias disse que Cristo através do seu penoso trabalho receberia a muitos como prêmio da sua conquista na cruz, e que estes iram compor a sua igreja. “Ele verá o fruto do penoso trabalho de sua alma e ficará satisfeito; o meu Servo, o Justo, com o seu conhecimento, justificará a muitos... Por isso, eu lhe darei muitos como a sua parte...” ( Is.53:11,12). Comprove agora com o que Paulo falou aos Efésios no Novo Testamento “o deu (Cristo) à igreja, a qual é o seu corpo, a plenitude daquele que a tudo enche em todas as coisas.” (Ef.1:22-23). Sendo assim é impossível ser cristão, pertencer ao Corpo de Cristo sem pertencermos uns aos outros (Rm.12:5).


A igreja do Senhor Jesus Cristo foi chamada a viver como um organismo vivo, pulsante, e operante, composta de vários membros que cooperam para o exercício do apoio, fortalecimento, e crescimento mútuo. Ou seja, cada membro exercendo seu dom e executando o seu chamado dentro do corpo (1Co.12:7,11), faz a igreja de Cristo se fortalecer, se aperfeiçoar e se organizar pela justa cooperação de cada parte.


Para assegurar a unidade e crescermos como um corpo é necessário observar algumas leis bíblicas:


1.Não julgar uns aos outros - Mt.7:1-5; Tg.11,12

A tendência humana é ser implacável para com os erros e pecados dos outros, mas complacente e cego para com os próprios.


2. Acolher uns aos outros em amor– Rm.12:1-7

Apesar de diferentes, ( judeus , gentios, livres e escravos , homens e mulheres), Jesus sempre acolheu a todos sem distinção, os membros do corpo devem viver a prática da inclusão e do amor sem hipocrisia.


3. Sermos servos uns dos outros Gl.5:13-15

A liberdade cristã não é liberdade para o pecado nem oportunidade para satisfação da própria vontade. Mortificada a velha natureza que vivia de si e para si mesma, em Cristo somos livres do orgulho, da vaidade, da soberba e do egocentrismo para servir a Cristo e ao próximo. Rm.12:3; Fp2:6,7.


4. Eliminarmos o sentimento da inveja - Gl.5:25,26

Inveja é a podridão dos ossos (Pv.14:30) é o estado de insatisfação pelo que Deus lhe proporciona, é o desejo egoísta de ter para si o que é do outro. Ex. 20:17; 1Co.12:11; Tg.3:13,14.


5. Levar as cargas uns dos outros Gl. 6:1-5

Qualquer pessoa está sujeito a cometer erros. O levar a carga neste texto diz respeito a maneira com que será tratado o faltoso, v.1, (1Jo.4:7). Levar a carga é manifestação de amor (exemplo de Cristo) é agir com misericórdia e compaixão apesar do erro ou pecado do outro.


6. Consolar uns aos outros – 1Ts.5:11

Vivemos em uma sociedade que promove o individualismo e o egoísmo, isso tem tornado muitos crentes insensíveis por causa da secularização de suas mentes. Como ação oposta, é a recomendação de Paulo em Rm.12:2 transformando-se pela renovação da vossa mente. Este século tem formado crentes cada vez mais convencidos de que cada um deve cuidar apenas de si mesmo e dos seus próprios problemas (At.2:44; Rm.12:15; Fp.2:4).


Viver a unidade do corpo é participar ativamente da vida com Cristo, da sua Obra, e da união ativa com cada irmão. Juntos prosseguiremos para o alvo e fortaleceremos a igreja, que é o seu corpo aqui na terra.

Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags

© 2015 por IPVN Web Development

  • w-facebook
  • Twitter Clean
  • w-googleplus
  • w-youtube