O Poder Soberano de Deus

February 28, 2016

 
O que conhecemos da parte de Deus não representa o que Ele é em sua totalidade. Se isto fosse o contrário, Ele não seria Deus. Se o homem, em sua fragilidade e pequenez pudesse absorver todo conhecimento relacionado a Ele, encontraríamos aqui uma limitação divina. O interessante nessa linha de abordagem é que nada que caracteriza o ser de Deus, se referindo à Sua pessoa e seus atributos, pode ser absorvido pelo conhecimento humano, no sentido pleno. Sabemos que Deus é amor, bondade, misericórdia e tantas outras coisas, mas nosso conhecimento sobre tais realidades, não chega ao equivalente exato do que elas são em Deus. De modo específico, ficamos sempre aquem daquilo que nosso Deus realmente é. Quão magnifico é meditar nessas grandiosas verdades!

 

Se há concordância em relação ao que fora dito acima, devemos crer também, que o mesmo se aplica ao poder de Deus. O qual é potencializado estratosfericamente. Isto revela a soberania desse poder, que só pode pertencer a Deus. Em Gênesis, o livro dos começos, do nada o poder divino traz à existência o que não existia, a saber: o mundo. E até mesmo o nada, é o resultado da manifestação desse poder. Pois se concebemos que diante desse poder, o nada pudesse prevalecer, teríamos que afirmar: Deus é limitado, o que seria uma aberração teológica. Muito antes de mundo ser mundo, Deus já era Deus soberano. 

 

As correntes de ar presentes na atmosfera; as inundações provocadas pelas cheia dos rios; as circunstâncias do presente e do porvir; aqueles acontecimentos que desagradam o nosso coração ou que o alegram; os nossos pecados; familiares; amigos; colegas próximos e distantes; a igreja em sua comunidade e liderança; a política; o Brasil e todas as nacionalidades espalhadas pelo mundo; as decisões racionalmente calculadas e as que são vistas como precipitadas; os erros e os acertos; a morte e a vida sejam lá de quem for; a riqueza e a pobreza; o tempo; os anos, as décadas, os séculos e os milênios; a vida, vivida por mim, a sua, a nossa; o tempo, as horas, os minutos, os segundos, os milésimos de segundo e, para não nos delongarmos muito nessa lista, tudo está debaixo ou sob a orientação e sustentação desse poder soberano. Isto torna Deus, Deus. 

 

Se por um lado, meditar em tais verdades deve nos levar a um alívio e segurança, em meio à agitação da insegurança da cidade onde residimos, do país ao qual pertencemos; no segundo momento, deve nos levar a temer a Deus, respeitando Seu nome e a revelação dada a nós. A nós quem? Aos que foram chamados para serem de Cristo Jesus (Rm 1.6b). 

Please reload

Posts Recentes

November 6, 2016

Please reload

Arquivo
Please reload

Procurar por tags

© 2015 por IPVN Web Development

  • w-facebook
  • Twitter Clean
  • w-googleplus
  • w-youtube