Virtude Maior


 

 

Segundo a declaração do apóstolo Paulo, em sua carta 1 Aos Coríntios 13.13f, dentre as virtudes exponenciais, “o maior destes é o amor.”

 

Por quê será que o amor “é o maior”? Não temos tal informação de maneira expressa. No entanto, parece-me possível identificar os motivos pelos quais o AMOR é a virtude maior. Vou mencioná-los; talvez, não todos.

 

O primeiro deles, sendo o principal – amor é a essência da própria natureza de Deus (1 Jo 4.8). Este texto diz (não que Deus ama), e, sim, que Deus é amor. E, por ser amor, em Sua própria essência, Ele nos ama.

 

Por amor ser a essência da natureza de Deus, de Deus é que nos provém o amor (1 Jo 4.7,8). Em nós mesmos, já pecadores, não existiria esse tipo de amor.

Amor foi a razão pela qual Deus “deu o seu Filho unigênito” para salvação de pecadores (Jo 3.16; Rm 5.8; Ef 2.4).

 

O amor dá sentido e valor à prática de coisas boas e necessárias (1 Co 13.1-3). Seja o que for que fizermos, ainda que seja um sacrifício de entrega do corpo para ser queimado, se não tiver amor, nada haverá de proveito.

 

O amor dignifica o procedimento, nas relações humanas (1 Co 13.4-7); pois o amor não faz mal ao próximo.

 

Ainda que a maioria das virtudes passam, o amor jamais acaba (1 Co 13.8-12).

 

Amor (a Deus e ao próximo) é o cumprimento da lei (Rm 13.8,10. Isto visto, vejamos alguns efeitos disto:

• Em razão de que o amor nos provém de Deus, sua prática se nos torna possível (1 Jo 4.19).

• A maneira tal como Deus nos amou torna-nos obrigatório amar-nos uns aos outros (1 Jo 4.11).

• Pelo amor uns aos outros evidenciaremos sermos discípulos de Jesus (Jo 13.35).

 

O capítulo 13 de 1 Aos Coríntios é um parêntesis na exposição que Paulo faz. E ele abre esse parêntesis com as seguintes palavras: E eu passo a mostrar-vos ainda um caminho sobremodo excelente. E, então encerra-o, dizendo: Segui o amor, (...). Portanto, na concep-ção de Paulo, amor é um caminho a ser seguido. Para o crente, seguir esse caminho sobremodo excelente não é opcional; e, sim, dever, obrigação; sem o quê, não será reconhecido como discípulo de Jesus, seguidor dos Seus ensinamentos.


Entretanto, é preciso notar que esse AMOR não é um sentimento natural em nós. Na verdade, é mais decisão do que sentimento.
    

Se você almeja o que seja extraordinário em preciosidade, eis o caminho sobremodo excelente.
 

Please reload

Posts Recentes

November 6, 2016

Please reload

Arquivo
Please reload

Procurar por tags

© 2015 por IPVN Web Development

  • w-facebook
  • Twitter Clean
  • w-googleplus
  • w-youtube