Jesus, o modelo a ser seguido


“Sede meus imitadores, como também eu sou de Cristo” (1Co 11.1).



É comum as pessoas imitarem seus “ídolos” terrenos. Na maneira de se vestir, no corte de cabelo, nas roupas que eles usam, e até mesmo no comportamento.


Porém, o apóstolo Paulo chama à igreja a responsabilidade de imitar a ele mesmo, porque ele era um imitador de Cristo. A implicação disso está no fato do cristianismo não ser uma religião de ouvintes, mas é uma religião prática que produz imitadores de Jesus. Isso corresponde a compreender Jesus como aquele que é o modelo a ser seguido, aquele que é o líder da caminhada, que é o Senhor.


Jesus é um modelo a ser seguido e não somente apreciado. Muitas pessoas são encantadas com Jesus sem segui-lo. Muitos admiram a pessoa de Jesus, porém não estão dispostas a seguir seus ensinamentos. (Hb 12.2) diz o seguinte: “olhando firmemente para o autor e consumador da fé, Jesus”. Todos os dias temos que olhar para Ele. Ser como Ele é e fazer o que Ele fez. Paulo imitava ao Senhor Jesus Cristo.


Um discípulo de Cristo é alguém que o tem como modelo. Isso significa ser cristão. Em (Gn 17.1) está escrito: “...Eu sou o Deus todo-poderoso; anda na minha presença e sê perfeito”. Andar com Deus é muito mais do que pertencer a uma religião, é muito mais do que ser um santarrão, do que ser um Presbiteriano ou um Batista, mas é caminhar com o Senhor Jesus Cristo. O propósito de Deus é nos vincular a Cristo e nos tornar semelhantes a Ele. Isso está muito claro em (Rm 8.29) “Porquanto aos que antemão conheceu, também os predestinou para serem conformes a imagem de seu Filho”.


Ninguém se torna um cristão simplesmente porque se declara um cristão, mas sim, porque se torna um imitador de Jesus.


Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags

© 2015 por IPVN Web Development

  • w-facebook
  • Twitter Clean
  • w-googleplus
  • w-youtube